fbpx

Quais são as tendências em meios de pagamentos na América Latina

  1. Início
  2. Artigos
  3. Quais são as tendências em meios de pagamentos na América Latina

Quais são as tendências em meios de pagamentos na América Latina

Brasil segue com a maior frequência de uso de cartão de crédito na América Latina e deve aumentar participação em meios de pagamento digitais

Os meios de pagamento vão ocupar um papel central no fornecimento de dados para a economia digital nos próximos anos, de acordo com dados da Minsait, empresa Indra dedicada a promover a Transformação Digital. “Mesmo com o movimento de muitos setores para se tornar Data Driven Companies (DDC), o segmento de pagamentos foi pioneiro em adotar um enfoque baseado em dados por causa de alguns fatores como o compliance, o impulso inovador do segmento ou a concorrência do mercado”, afirmam especialistas da Minsait.

Essa é uma conclusão do Informe de Tendências de Meios de Pagamento 2018. Realizado com a colaboração de Analistas Financeiros Internacionais (AFI), o informe conta com as opiniões de numerosos executivos do setor bancário e clientes bancarizados da Espanha, Portugal e América Latina. O estudo completo está disponível no link https://www.minsait.com/es/tendencias-en-medios-de-pago-2018

Uma das principais conclusões é a de que, no âmbito dos meios de pagamento, a inovação impulsionada por novos agentes da indústria e a regulação motivaram os PSP (Payment Service Provider) tradicionais a constituírem novas propostas de valor para os clientes. Em alguns casos estão começando a definir o perímetro dos dados estimados, em outros já se encontram muito avançados em inovações próximas ao conceito Open Banking. Também se confirma o “renascimento” dos códigos QR, que, segundo assinalam os especialistas, já estão sendo utilizados de maneira massiva em muitos países devido a que resolve carências de infraestrutura e conectividade.

Brasileiros buscam usar meios de pagamento digitais em 2019

Os brasileiros já percebem a tendência dos pagamentos digitais e estão dispostos a testar novos meios de pagamento online para fazer compras. De acordo com a pesquisa da Minsait, 56,9% dos consumidores brasileiros têm intenção de usar algum tipo de aplicativo (por exemplo, a carteira virtual) para realizar pagamentos em 2019.

A atitude está em linha com os demais pares latino-americanos. Na Argentina, 53,8% dos consumidores também pretende testar algum meio virtual de pagamentos; no Chile, o porcentual é de 63% e na Colômbia, 67,8%. Os campeões nesse sentido são Peru (72,7%) e República Dominicana (74,4%), mais suscetíveis aos incentivos propostos com essa finalidade.

O espaço para crescer existe. Atualmente, 27,2% dos consumidores brasileiros declaram usar aplicativos como meio de pagamento em estabelecimentos comerciais e 19,3% afirmam usar soluções online para pagamentos P2P. Nos próximos anos, o desafio apontado pelo estudo é o de fazer com que os compradores estejam cada vez mais confortáveis com essas aplicações – ao ponto de desapegarem dos meios tradicionais, como cartões de crédito e dinheiro.

Dessa forma, será possível aproveitar o potencial que o país oferece. Atualmente, o Brasil concentra a maior frequência de compra com cartão de crédito da região (81,6% dos consumidores afirmam usar esse meio “sempre” ou “quase sempre”). O porcentual é distante de seus pares na região, que oscila entre 60% e 70%, à exceção da República Dominicana (cujo índice é de 74,8%).

, , ,
Post anterior
As dicas do dia
Próximo post
Como o consumidor da geração 60+ está movimento o e-commerce

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu