fbpx

Seguindo o ritmo de sucesso demonstrado na Black Friday, a Cyber Monday também trouxe resultados expressivos para o varejo brasileiro. Ao todo, as compras online realizadas na segunda-feira (30) somaram R$ 702,7 milhões, aumento de 41,8% em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento foi realizado pela Neotrust/Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce.

O incremento está relacionado principalmente à maior quantidade de pedidos realizados: 1,5 milhões de compras foram feitas nesta segunda-feira, aumento de 37,6% em relação à mesma data de 2018. Consumidores gastaram em média R$ 462,13 nas compras, variação de 3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

“O consumidor está cada vez mais experiente para comprar online e conhece formas de economizar em datas sazonais. Muitos usuários acompanharam os preços de produtos durante toda a Black Friday e conseguiram economizar em promoções adicionais que foram disponibilizadas pelos varejistas durante a Cyber Monday”, destaca André Dias, fundador da Neotrust/Compre&Confie.

Fraudes

Com o aumento significativo em compras on-line, o prejuízo evitado com fraudes dobrou de um ano para outro. De acordo com a ClearSale, líder em antifraude no Brasil, o valor na Cyber Monday deste ano foi de R$ 6.643.845, alta de 98% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Pedidos por região

De acordo com a Neotrust/Compre&Confie, o Sudeste ganha mais uma vez o destaque quando o assunto são as compras online: ao todo, a região foi registrou R$420,2 milhões em faturamento. Em seguida, estão: Nordeste (R$112,7 milhões), Sul (R$103,9 milhões), Centro-Oeste (R$46,4 milhões) e Norte (R$19,6 milhões).

Perfil de consumo

Ainda segundo o levantamento, a maior parte das compras foi feita por consumidores entre 36 e 50 anos (34,7% do total de pedidos), seguida por brasileiros de 26 a 35 anos (32,3%) e por aqueles de até 25 anos (18,7%). Por último, estão os consumidores com 51 anos ou mais (14,4%).

A idade média de compradores é de 37 anos. Na divisão por gênero, o público feminino comprou em maior quantidade, totalizando 58% das vendas. Já os homens, representaram 52% da totalidade. Entre as categorias mais compradas, estão: Moda e Acessórios, Beleza, Perfumaria e Saúde, Entretenimento, Artigos para Casa e Móveis, Construção e Decoração.

Divididas por faturamento, as categorias que mais geraram receita foram: Eletrodomésticos e Ventilação, Entretenimento, Informática e Câmeras, Móveis, Construção e Decoração e Moda e Acessórios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu